sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A Cultura e o seu Desenvolvimento


As Rodilhas como Objecto de Análise


As Rodilhas são pequenas almofadas, macias e fofas, de forma circular abertas ao centro; eram utilizadas pelas mulheres para transportar à cabeça grandes pesos como a cestas de peixe, o cesto de lenha, de uvas ou simplesmente os cântaros de água.
Os materiais utilizados e a forma para a sua confecção: para fazer uma rodilha basta juntar trapos velhos, envolvê-los em pedaços de meias, por ser um tecido mais fino, moldá-los e revesti-los com a forma de uma roda, utilizam-se fios entrelaçados de duas cores de lã. Para fazer a decoração utilizam-se tiras de trapos, lãs e linhas de bordar entrelaçados e bordados. No passado faziam-nas com fitas cortadas de uma peça de roupa velha e decoradas com fitas coloridas.

As rodilhas têm como característica principal serem leves e macias devido à sua relação forma/função, tem como principal objectivo servir de apoio para o transporte de pesos.

Através do tempo as rodilhas ganharam outras funções além de serem um bom apoio para o transporte de objectos à cabeça, também podem servir de base de tachos para a mesa, de suporte para os alfinetes e como objecto de decoração. Hoje em dia são consideradas peças de artesanato.

Sendo uma peça com um cariz tradicional e com uma função decorativa, este trabalho propõe-se analisar a relação que existe entre a arte e a ciência relativamente às rodilhas. Como a rodilha é considerada uma peça de arte implica o conhecimento da matéria-prima, dos métodos de construção aliado a um estilo pessoal são os componentes necessários para se construir arte.

Sem comentários: