domingo, 2 de agosto de 2009

Animação Sociocultural e Desenvolvimento Comunitário

Animação Sociocultural tem como estratégia de intervenção o desenvolvimento comunitário, com a finalidade de promover a participação e dinamização social, através do processo de responsabilização de indivíduos na gestão e direcção dos seus próprios recursos.

É um desenvolvimento integral e “endógeno”, integral, visto que é capaz de unir entre si, os progressos económicos, sociais, culturais, morais.
Sendo a animação Sociocultural um instrumento de motivação e participação da mudança pessoal e estrutural, sendo um processo dinâmico entre a administração, os técnicos e a população, organizado através de associações, movimentos sociais, partidos políticos, instituições e redes inter-associativas.

O desenvolvimento comunitário surge das necessidades de uma articulação da sociedade, e o ser humano ao nível da adaptação, inovação e as mudanças quantitativas.

1. Desenvolvimento Comunitário como Fortalecimento da Sociedade Civil

O Desenvolvimento Comunitário tem como objectivo proporcionar aos agentes o desenvolvimento pessoal, social e cultural, sendo eles as pessoas fundamentais na interacção e na potencialização social.

• Consciencialização das carências e necessidades.
• Motivação para procurar as respostas necessárias
• Associar-se para levar a cabo as mudanças e as transformações
• Revelação e comparação para uma divisão adequada e socialização do poder.

Tendo como objectivo as mudanças e a transformação das estruturas políticas, económicas, sociais, educativas e culturais.

Segundo “Touraine” a democracia é o meio político de salvaguardar a diversidade, de fazer viver juntos indivíduos e grupos cada vez mais diferentes uns dos outros numa sociedade que deve funcionar também como uma unidade “Touraine” 1994 P. 259

Para uma maior interacção da sociedade civil necessita de uma real distribuição e divisão do poder:

• Económico
• Social
• Educativo
• Cultural
• Politico

De forma organizada e associativamente para uma mudança a nível estrutural e implica a mudança de politicas sociais de modo comunitário na tentativa de um desenvolvimento adequado em que os sujeitos de intervenção não sejam considerados unicamente pelas carências, mas como portadores de potencialidade que necessitem dos recursos adequados para se desenvolverem.

2.Praticas de Animação Comunitária a Partir dos Agentes da Intervenção Comunitária

A Animação Cultural tem como objectivo motivar e dinamizar a sociedade civil, com recursos os métodos, as técnicas e estilos na promoção da participação e dinamização da comunidade.

• Os serviços oferecidos ao território (socioeducativos, sociolaborais, socioculturais, sanitários, sociais.)
• Os diversos profissionais que trabalham na comunidade (serviços sociais, educação, cultura, saúde).
• As associações de voluntários

2.1. Os Profissionais que Trabalham na Comunidade

• Os agentes sociais, educadores sociais, monitores, dirigentes de clubes de tempos livres e ócio, centros abertos, profissionais, educadores desportivos de adultos pedagogos, trabalhadores sociais, sociólogos, gestores culturais, psicólogos.
• Deve-se efectuar algumas perguntas na medida de intervenção sob uma perspectiva comunitária, com intuito de uma visão de um profissional diferente.
• Onde e de que maneiras vão executar o trabalho?
• Sob a visão de desenvolvimento da comunidade vão actuar?
• Que processos participativos tentarão criar e desenvolver?
• A favor de quem e de que?
• Que estratégia e que processos de desenvolvimento pessoal e comunitário vão executar?
• Como vão levar a cabo esta tarefa coordenada dentro de uma comunidade nos seus projectos, acções e avaliações?

Sendo por isso necessária uma formação adequada para uma melhoria qualitativa da comunidade
• Uma nova visão das suas formações e reciclagem, tendo em conta uma perspectiva comunitária e preventiva, em ordem à programação, execução e avaliação.
• Conhecimento da sua intervenção específica, saiba por em prática o trabalho em equipa, a colaboração e coordenação, o intercâmbio de experiências, a comunicação interdisciplinar e intersectorial.
• Coordenação comunitária de profissionais e serviços
• Necessidade de voluntariado
• Aquisição formativa e, aptidões de habilitação relacional
Nos projectos comunitários é necessário profissionais com uma visão definida e programática dos fins, método e acções da intervenção que torne possível a cooperação, interacção entre os participantes, voluntários e utente, contudo a animação sócio cultural necessita:
• Criação de equipas
• Favorecer um clima de responsabilidade, de pensamento crítico e de comunicação.
• Profissional – animador

Sem comentários: