domingo, 26 de fevereiro de 2012

Futuro ?


A Animação emerge a partir da conjugação de vários factores: o aumento do tempo livre e a preocupação com o preenchimento criativo do lazer e do ócio; a necessidade de educação e de formação permanente ao longo da vida.

            “O aparecimento da Animação Sociocultural seria o fruto, nomeadamente, de uma reacção colectiva perante o carácter inaceitável de uma cultura que reserva a sua produção e transmissão para uma minoria privilegiada intelectual e/ou economicamente, e um projecto que impele os cidadãos a intervirem directamente numa cultura que vivem todos os dias, a participarem na sua criação e a integrarem-na no seu desenvolvimento geral (Quintana, 1993: p. 27)


Assim sendo, a Animação abrange uma grande diversidade de áreas ao nível educativo, social, e cultural de forma transversal. Com uma multiplicidade de funções de adaptação/integração, recreativa, educativa, correctora e crítica, sendo essencial a fomentação dos aspectos individuais e sociais do ser humano e para uma melhor promoção de uma educação social.


O método da animação tem-se revelado, nos últimos tempos, como um dos métodos mais eficazes para a revitalização da vida pessoal e social, uma vez que consegue responder a algumas das perguntas fundamentais da vida. (…) A animação proporciona uma resposta qualificada à busca de vida animada quando é entendida como método de intervenção social, cultural e formativo(Jardim, 1997: p. 17)


Vamos pensar numa Ordem para Animação?


Na minha opinião é o futuro ao nível de maior restrição para o profissional “Animador” .
Devido os alunos dos cursos técnicos profissionais terem acesso a Profissão de Animador nos…. lares …. escolas….. instituições de solidariedade ....etc..
Sendo eles, alunos dos curso técnicos profissionais escolhidos em detrimentos dos Animadores Licenciados..... devido a questões económicas....
Pondo em causa a Animação no seu processo educativo e lúdico….


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

sábado, 18 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

domingo, 12 de fevereiro de 2012

“Percurso de memórias”

MESTRADO EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA EXPÕE NO MUSEU TAVARES PROENÇA JUNIOR

“Percurso de memórias” é o nome da exposição criada pelos estudantes do mestrado em Animação Artística da Escola Superior de Educação (ESE) do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Sob orientação da docente e artista Alexandra Gonçalves, a mostra estará patente no Museu Francisco Tavares Proença Júnior a partir de 22 de Fevereiro, mantendo-se aberta ao público até 7 de março.

No âmbito desta instalação, às quartas feiras (dias 29 de Fevereiro e 7 de Março) serão propostos ateliês de escrita criativa, destinados sobretudo a jovens do 3ºciclo do ensino básico e secundário.

Cruzando as memórias de um passado individual da sua infância com as memórias de um passado coletivo - os núcleos expositivos permanentes do museu: arqueologia, tecnologias e artes tradicionais -, os estudantes desenharam projetos e construíram peças em diferentes suportes que, depois de depuradas do acessório, espelham sobre elas um olhar contemporâneo

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Entrevista Bruno_1_1.mp4

Entrevista Bruno_1_1.mp4

Sugestão de Leitura

Sugestão de Leitura


tudo indica .... ou provavelmente as AEC´s terminem no modelo atual ….

talvez seja uma janela de Futuro para Animação promover e fomentar um papel mais ativo nas escolas.


Link de Consulta:


Dr. António Fachada


Animador Socioeducativo

APDASC - Delegação Regional do Centro

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

MESTRADO EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA

MESTRADO EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA EXPÕE NO MUSEU TAVARES PROENÇA JUNIOR

“Percurso de memórias” é o nome da exposição criada pelos estudantes do mestrado em Animação Artística da Escola Superior de Educação (ESE) do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Sob orientação da docente e artista Alexandra Gonçalves, a mostra estará patente no Museu Francisco Tavares Proença Júnior a partir de 22 de Fevereiro, mantendo-se aberta ao público até 7 de março.

No âmbito desta instalação, às quartas feiras (dias 29 de Fevereiro e 7 de Março) serão propostos ateliês de escrita criativa, destinados sobretudo a jovens do 3ºciclo do ensino básico e secundário.

Cruzando as memórias de um passado individual da sua infância com as memórias de um passado coletivo - os núcleos expositivos permanentes do museu: arqueologia, tecnologias e artes tradicionais -, os estudantes desenharam projetos e construíram peças em diferentes suportes que, depois de depuradas do acessório, espelham sobre elas um olhar contemporâneo