domingo, 10 de agosto de 2008

A Expressão Dramática na Educação do Corpo e da Mente

A Expressão Dramática é uma mais-valia, para tomarmos consciência de algumas inibições ou medos, e permite-nos libertá-los e ao mesmo tempo proporciona um prazer que nos leva à evolução e ao crescimento interior.
Logo que a criança tome consciência do seu ambiente e consegue-se traduzir em experiencia e sentimentos em sons e palavras, as primeiras representações dramáticas são imitações espontâneas e informais. As crianças na faixa etária de 0 a 6 anos usam indistintamente a mímica, a palavra e o som para expressar o seu pensamento. Brincar com tudo que lhe fica próximo no tempo e no espaço, sendo essa fase a acção.

Nessa fase deve-se ter atenção permanente para uma interacção entre o corpo e a mente, portanto a emoção e a razão estarão conectadas para uma vida saudável, onde ensinar exige saber escutar e escutando e assim aprendemos a falar.

Escutar significa a disponibilidade do sujeito que escuta para a abertura à fala do outro, ao gesto do outro e as diferenças do outro.

A Representação Dramática é um recurso educativo dos mais completos, porque através dela:
• Incentiva-se a criação e a observação
• Possibilita-se variado meios de expressão
• Liberta-se sentimentos
• Desenvolve-se hábitos, atitudes e habilidades
• Desenvolve-se maneira reflexiva de pensar
• Amplia-se conceitos levando a generalizações


A actividade dramática desenvolve o ser humano, porque exige observação analítica de fatos e sentimentos, e com base nas observações e impressões, a criança cria gestos ritmos, sons, palavras e movimentos próprios.


• Permite que a criança transfira para as personagens os seus problemas, essa liberação dentro do “faz de conta” resolve, até certo ponto, as suas dificuldades de ajustamento e de integração no grupo e desenvolvimento emocional.
• Permite a ordenação de fatos numa sequência lógica, favorecendo o pensamento ordenado.
• Aprofunda o senso de observação, formando assim, um espírito crítico, baseado na realidade dos fatos.
• Contribuindo para aprendizagem de novos conhecimentos, possibilita as relações necessárias neste processo.

A Expressão Dramática é a base de toda a educação criativa, pois desenvolve o ser Humano (corpo, mente e emoção).
A linguagem dramática possibilita as pessoas a viverem uma relação entre as ideias e a sua mútua inter-acção, através da personificação de personagens, podendo compreender e aprender o mundo que nos rodeia.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Expressão Dramática

A Expressão Dramática é um dos meios mais valiosos e completos na educação da criança e do ser Humano.

Contribuindo para um maior desenvolvimento pisco-sócio-motor, pondo em jogo a sua expressividade, criatividade de valores, ao mesmo tempo que a ajuda na sua relação social.

Começando com gestos simples, passando sucessivamente para a expressão corporal, para a Imitação, para Mímica e depois para o jogo Dramático e Dramatização, coexistindo e enriquecendo-se mutuamente. Muitas das vezes, depois de tomar consciência de algumas das suas inibições ou medos, é capaz deles se libertar no momento em que veste a pele de algumas personagens ou defende determinadas histórias.

A Comunicação é expressa através de gestos e expressões faciais, por esse motivo o nosso corpo adquire com os nossos relacionamentos interpessoal, expressões de riso de alegria, de vibração ou mesmo expressões de sofrimento físico e psíquico.

A riqueza das expressões do corpo bem como a importância de sabermos realizar a leitura corporal facilitam a nossa inserção social, auxiliam a entender melhor o outro, e contribuem para uma melhor convivência entre as pessoas.

Através de exercícios corporais encontramos, um terreno propício para desenvolver todo o nosso corpo e a nossa mente, integrados e harmonizados, fazendo através da experimentação e da observação, um ser Humano critico, actuante e responsável na construção de um mundo mais pleno para todos.

Este exercício pode constituir um recurso bastante eficaz para aprendermos, ensinarmos e convivermos.

Os exercícios corporais possibilitam e favorecem o auto conhecimento e bem-estar físico e psicológico tanto individualmente como em grupo.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Função do Animador Cultural

Tem como função promover e desenvolver, actividades com finalidades educativas (recreativas, culturais ou desportivas). Estas actividades, têm como objectivo uma educação global e permanente, podem dirigir-se a grupos especiais ou ser abertas
a toda a comunidade.